quinta-feira, 7 de abril de 2011

afundo

Parece que é ela que olha e me chama, de longe, como o céu,
pedaço de luz e pureza.

Pelo seu toque, repleto
padeço da maior mudança
congelo,
os sistemas acordam

faz o túnel total do corpo
me impede o ar
me reinspira

perdida, me encontro
sereia ao sol
entregue àságuas

Nenhum comentário: