segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cartas

                                                                                                                                                          amar é:

então desculpe a mim
acho que misturei querer te entender, te deleitar, querer-te apenas.
mas
sua ausência insistia em me indicar processo, mudança,
nos quais há mal e bem,
necessário é a descoberta

não me preocupo
quero estar perto, pegar
esteja onde quiser
por quanto tempo for
que o nós seja livre pra ser pleno
e que haja coragem e calma
quero estar nua, dançando, vomitando, estar suja,
quero estar errada
eu não pretendo
não pretenderei

con vida
sem peso
com ser, veja

amar é...

Nenhum comentário: