segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cartas

                                                                                                                                                      seguindo

escutando notas e outras, ouvindo água, ondas, som, seguindo...
seis horas tão cedinho, sair sendo o frio e sentindo que já há tanta força em deitar na terra assim, com as plantas, as folhinhas pequeticas que ainda não eram matéria ontem, amor e impressões retornando em mim, dentro crescendo uma seiva e outra, novas, tais quais gotinhas respingando tua imagem e naturalmente pela memória que habita o corpo, o que quer se misturar com o ser contínuo, vai permanecendo vivo, renovado,
continuando a ser e nascendo todo dia, seguindo...

com ser
com seguir
reconhecer
amanhece
com vive
som
soma
sendo

Nenhum comentário: